Gestores e Técnicos da Prefeitura participam de formação para implantar a coleta seletiva em Belém

Através da parceria entre as prefeituras de Belém e Solânea, aconteceu na terça-feira (14), na cidade de Solânea, uma formação para Secretários, Coordenadores e Técnicos da gestão municipal com o objetivo de implantar a coleta seletiva de lixo em Belém. A coleta seletiva diminuirá a quantidade de lixo enviado para o aterro sanitário, com o fim do lixão a partir do próximo ano, contribuindo com a preservação do meio ambiente e a geração de renda para os catadores de materiais recicláveis da cidade.

O projeto de coleta seletiva é um dos instrumentos do Plano Municipal de Gestão Integrada dos Resíduos Sólidos, que está sendo implantado no município de Belém. “Conhecemos a experiência exitosa de Solânea, como parte do nosso processo de organização para iniciar a coleta seletiva. Aqui o projeto está sendo modelo, a coleta está sendo bem prática, com bastante aceitação da população”, comentou a secretária de Educação, Solange Costa.

Também estiveram presentes no curso de formação e nas visitas educativas o secretário de Administração, Maurício Rodrigues, o secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Fábio Espínola, o coordenador de Endemias Manassés Soares; Antonyony de Oliveira e Ivo Marcelino, do Departamento de Limpeza Urbana; Valter Alves, da Secretaria de Infraestrutura, José Carlos do setor de Tributos; o representante da Secretaria de Saúde, Claudenilson Emídio.

Sobre o aterro sanitário

O município de Belém integra o Consórcio Intermunicipal de Resíduos Sólidos (CONSIRES) junto com 25 municípios polarizados por Guarabira, cidade onde será construído o aterro sanitário, o qual receberá os resíduos sólidos dos municípios consorciados para se adequarem ao Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) que exige o fim dos lixões.

Com informações do site da Prefeitura de Solânea

COMPARTILHAR